Domingo, 19 de agosto de 2018   
 
 
 
 

26 de outubro de 2016
Iniciativa Verde ganha primeiro lugar no
Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2016
O projeto Plantando Águas da Iniciativa Verde realizado em parceria com cerca de 20 instituições, patrocinado pela Petrobras, ganhou o primeiro lugar do Prêmio von Martius de Sustentabilidade 2016, na Categoria Tecnologia. A cerimônia aconteceu dia 19 de outubro de 2016 durante o Congresso Ecogerma, no auditório da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), em São Paulo (SP).

O prêmio foi recebido por Margareth Nascimento, coordenadora do projeto. “O Plantando Águas integra técnicas da academia com o conhecimento e a necessidade no meio rural”, explica. Roberto Resende, presidente da Iniciativa Verde, ressalta que o Projeto Plantando Águas marcou a ampliação das ações da Iniciativa Verde. “Indo além do reflorestamento de áreas protegidas, com temas como saneamento, agroflorestas e educação ambiental, com uma visão mais abrangente da adequação ambiental da paisagem rural", afirma.

Segundo Margareth, “ele foi um marco na Iniciativa Verde, nesta linha de atuação, e para cada profissional envolvido. O Projeto mostrou que com trabalho e dedicação é possível termos um meio ambiente equilibrado levando saneamento básico e geração de renda às pessoas que vivem no campo. Mas este é apenas o começo, pois há ainda muito trabalho a ser feito”. Aline Zaffani, coordenadora da área de saneamento do projeto, foi de São Carlos até São Paulo para acompanhar a premiação: “É uma imensa felicidade e satisfação ver que o projeto que desenvolvemos com tanto suor e amor teve não só o reconhecimento dos beneficiados, como também dos avaliadores dessa premiação. Temos muito mais por fazer, queremos "plantar muita água”!

O Prêmio von Martius de Sustentabilidade é um dos principais do setor. Ele foi criado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha em 2000, com a proposta de premiar projetos que valorizem ações voltadas ao desenvolvimento sustentado de diversas comunidades e que possam ser usadas como exemplo aplicável nas variadas situações geoeconômicas do Brasil. Foi entregue no maior evento sobre sustentabilidade realizado pelas Câmaras de Comércio Alemãs em toda a América Latina.

Como assim plantar águas?

Cerca de 160 famílias de assentamentos de reforma agrária, bairros rurais e comunidade remanescente do quilombo foram beneficiadas diretamente pelo Plantando Águas realizado em parceria com cerca de 20 instituições (veja a lista abaixo). Realizado durante os anos de 2013 e 2015 em oito municípios de São Paulo, o objetivo do projeto era cuidar da água com uma visão global, mas usando tecnologias sociais que impactam diretamente a qualidade de vida do morador do campo e, claro, de toda a população urbana que depende dessa água.

O projeto Plantando Águas é complexo. Resumidamente, a prática dele incluiu a educação ambiental, a instalação de tecnologias sociais, a realização de oficinas com os proprietários rurais, o plantio de árvores nativas e de Agroflorestas (uma forma de agricultura que polui menos o solo e a água) em áreas degradadas. Com relação à tecnologia social, foram inseridos nas propriedades: cisternas (para armazenar a água da chuva), fossas sépticas (que tratam a água do esgoto com biodigestão a partir do esterco de vaca) e jardim filtrante (um jardim ornamental que trata as águas das pias da casa). Foi feito o monitoramento da qualidade da água em 22 pontos que fornecem o recurso para as casas dos participantes do projeto. Também foram plantados 75 hectares de árvores nativas em áreas degradadas de mata ciliar e de Sistemas Agroflorestais, incentivando a Agroecologia (veja o resumo do que foi feito no projeto neste infográfico).

Para compartilhar e difundir os conhecimentos, realizadas oficinas e intercâmbios entre técnicos e proprietários rurais. Além disso, o projeto patrocinou a edificação de um Centro de Educação Ambiental, localizado no Sítio São João, em São Carlos (SP), que recebeu apenas pelo projeto 3.690 jovens estudantes para ter aulas sobre o tema. Sem contar os outros visitantes do local. “Este projeto é importante, pois foi uma oportunidade da Iniciava Verde atuar em diversas frentes, todas complementares para a adequação ambiental na paisagem rural, indo além da questão florestal”, Roberto Resende, presidente da Iniciativa Verde.

Obrigada aos parceiros

A equipe da Iniciativa Verde gostaria de agradecer cada parceiro do projeto. Só foi possível realizar este sonho com o patrocínio da Petrobras e com dedicação de cada um: Aline Zaffani; Amigos do Ribeirão Feijão; Associação Amigos Produtores Rurais de Itapetininga; Associação dos Remanescentes de Quilombo Kabundu do Cafundó; Cooperativa de Produção da Agricultura Familiar São Jorge (Coopas), Iperó; Cooperativa de Produção e Prestação de Serviços dos Assentados e Pequenos Agricultores de Porto Feliz (Coopap); Cooperativa Mista de Agricultores, Apicultores, Pecuaristas e Pescadores de Porto Feliz (Comapre); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) - Centro de Instrumentação São Carlos; ETEC Escola Técnica Estadual de Piedade; Instituto de Terras de São Paulo (Itesp); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); Instituto Terra Viva Brasil de Agroecologia; Magno Castelo Branco; Núcleo de Agroecologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar/ Sorocaba); Prefeitura de Piedade.

Para saber mais
Mais informações sobre o projeto estão disponíveis na matéria: Plantando Águas: o início de um novo recomeço.
Vale destacar que as 14 publicações, cartilhas e revistas, relacionadas ao projeto e usadas como apoio na educação ambiental estão disponíveis para download neste link.

 
Arquivo
18 de agosto de 2018
Abraps na Virada Sustentável: Prêmio Abraps irá contemplar profissionais que atuam em prol do Desenvolvimento Sustentável
16 de agosto de 2018
Um trote diferente nas unidades da FMU: Limpa Brasil faz ação com calouros da Universidade
30 de junho de 2018
Coordenadora do
Let´s Do It visita o país e apoia ações do Limpa Brasil
28 de junho de 2018
Carta pelo Não Uso Político da Secretaria de Meio Ambiente
18 de junho de 2018
Encontro de Lideranças Femininas destaca Projetos de Empoderamento e Geração de Renda
15 de junho de 2018
Workshop discute os 6 anos do Código Florestal com a imprensa
13 de junho de 2018
Comunidade se mobiliza para ter o Rio Pinheiro vivo e sem lixo
06 de junho de 2018
20º FICA: a perfeita combinação entre arte, cultura e sustentabilidade
05 de junho de 2018
Biocicla na Virada Feminina: Transformação de materiais é oportunidade para o empoderamento das mulheres
28 de maio de 2018
Abraps apresenta sondagem sobre o perfil do profissional de sustentabilidade no Brasil
25 de maio de 2018
Estudantes de Boa Vista participam de ação de limpeza na comunidade com o apoio do Limpa Brasil e da Celpe
16 de maio de 2018
Mulheres em situação de rua recebem atendimento de entidades em SP
10 de maio de 2018
Estudantes de escolas estaduais de Brasília Teimosa promovem mutirão de limpeza na comunidade com o apoio da Celpe
24 de março de 2018
Fórum Mundial da Água: o necessário cuidado global pela água
23 de março de 2018
Trata Brasil quer tirar saneamento da invisibilidade no Norte e Nordeste
23 de março de 2018
Iniciativa Verde: Programa em Extrema-MG identifica os usos da água e suas possíveis correções Humano
23 de março de 2018
Fórum Alternativo reforça visão da água como Direito Humano
23 de março de 2018
ONU aponta que soluções para a gestão da água estão na natureza
19 de março de 2018
Uma nascente para chamar de sua!
17 de março de 2018
Fórum Mundial da Água: Afinal, quem é dono da água?
19 de janeiro de 2018
Olhar ‘verde’ une escola e profissão
 

2011 ~ 2018 - EcoCanto21
Reinaldo Canto
Todos os direitos reservados - www.ecocanto21.com.br
15 usuários online

Desenvovido por Tecnologia